Paulo Henrique Cremoneze

Paulo Henrique Cremoneze

Advogado, Especialista em Direito do Seguro e em Contratos e Danos pela Universidade de Salamanca (Espanha), Mestre em Direito Internacional Privado pela Universidade Católica de Santos, acadêmico da Academia Brasileira de Seguros e Previdência, diretor jurídico do Clube Internacional de Seguros de Transportes, membro efetivo da AIDA – Associação Internacional de Direito de Seguro, do IASP – Instituto dos Advogados de São Paulo e da IUS CIVILE SALMANTICENSE (Universidade de Salamanca), presidente do IDT – Instituto de Direito dos Transportes, professor convidado da ENS – Escola Nacional de Seguros, associado (conselheiro) da Sociedade Visconde de São Leopoldo (entidade mantenedora da Universidade Católica de Santos), autor de livros de Direito do Seguro, Direito Marítimo e Direito dos Transportes, pós-graduado em Formação Teológica pela Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção (Ipiranga), hoje vinculada à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Patrono do Tribunal Eclesiástico da Diocese de Santos. Laureado pela OAB-SANTOS pelo exercício ético e exemplar da advocacia. Coordenador da Cátedra de Transportes da Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP).

artigos colunistasLeia todos os artigos

Paulo Henrique Cremoneze

Paulo Henrique Cremoneze

Advogado, Especialista em Direito do Seguro e em Contratos e Danos pela Universidade de Salamanca (Espanha), Mestre em Direito Internacional Privado pela Universidade Católica de Santos, acadêmico da Academia Brasileira de Seguros e Previdência, diretor jurídico do Clube Internacional de Seguros de Transportes, membro efetivo da AIDA – Associação Internacional de Direito de Seguro, do IASP – Instituto dos Advogados de São Paulo e da IUS CIVILE SALMANTICENSE (Universidade de Salamanca), presidente do IDT – Instituto de Direito dos Transportes, professor convidado da ENS – Escola Nacional de Seguros, associado (conselheiro) da Sociedade Visconde de São Leopoldo (entidade mantenedora da Universidade Católica de Santos), autor de livros de Direito do Seguro, Direito Marítimo e Direito dos Transportes, pós-graduado em Formação Teológica pela Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção (Ipiranga), hoje vinculada à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Patrono do Tribunal Eclesiástico da Diocese de Santos. Laureado pela OAB-SANTOS pelo exercício ético e exemplar da advocacia. Coordenador da Cátedra de Transportes da Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP).

Filtro por Palavra-chave      Exibir #  
# Título do Artigo
21 A carta-protesto em transporte multimodal e seus efeitos na relação securitária
22 Otimizar a Justiça e Superar a Crise – Parte V
23 Otimizar a Justiça e Superar a Crise – Parte IV
24 Otimizar a Justiça e Superar a Crise – Parte III
25 Otimizar a Justiça e Superar a Crise – Parte II
26 Otimizar a Justiça e Superar a Crise – Parte I
27 O contrato de transporte de carga e suas fontes legais - Comentários breves sobre imputação de responsabilidade
28 Ainda sobre a Carta-Protesto: comentários sumários sobre sua aplicação prática
29 Breve Comentário sobre o Dever Geral de Cautela do Transportador e a Lex Artis da sua atividade
30 As cláusulas abusivas nos contratos de adesão: controles e nulidades
31 A mora do segurado e o dever de informação: nova perspectiva para a resolução contratual por falta de pagamento de prêmio
32 O CDC nos litígios de ressarcimento entre seguradores e transportadores: decisão do STJ reanima o antigo debate
33 A boa-fé objetiva e a legitimação do segurador sub-rogado no litígio de ressarcimento: breves considerações
34 2021: Chega de país do futuro, é hora de ser país do presente
35 Breve ensaio sobre o princípio do mutualismo, a força da sub-rogação e sua importância para o ressarcimento
36 O segurador sub-rogado não se submete à arbitragem imposta por meio do Bill of Lading
37 O tema 210 de repercussão geral e o transporte de cargas: jurisprudência e antidireito
38 Segurador sub-rogado não é obrigado a obedecer compromisso arbitral firmado pelo segurado com transportador: a correta interpretação de decisão recente do STJ (“Muito barulho por nada!”)
39 O tema 210 de repercussão geral não é oponível ao segurador sub-rogado: recentes decisões do STF
40 Protesto do recebedor: da não exigência da regra do art. 754 do Código Civil ao segurador da carga