Banner
Buscar:

Conselho Deliberativo do Sebrae Previdência aprova reajuste da taxa de juros de empréstimo

Imprimir PDF
Voltar

O presidente Evandro Nascimento, conselheiros e diretoria do Sebrae Previdência estiveram reunidos na manhã dessa quinta-feira (30), em formato híbrido, para a 2ª Reunião Ordinária do CD. Dentre os temas para deliberação, estavam a Regulamentação do Artigo 28º do Estatuto (Apuração Votos Assembleia de Patrocinadores); e a alteração da taxa de juros do empréstimo pré-fixado. A reunião também abordou assuntos para acompanhamento, como a avaliação de riscos e controles internos, e os resultados da campanha de alteração de percentual de contribuição e de perfil de investimentos.

Os cenários macroeconômicos e o marco regulatório da previdência complementar foram apresentados pelo consultor José Roberto Ferreira, que detalhou as estratégias e perspectivas para os próximos meses. Aguardar melhor definição do cenário político para adoção de medidas estruturantes e revisar os atributos e objetivos estratégicos foram avaliações feitas por José Roberto.

Com o objetivo de manter a sustentabilidade do Instituto, bem como o de preservar a governança da Entidade num horizonte de médio e longo prazo, e conforme previsto no Artigo 28 do Estatuto Social do Sebrae Previdência, os conselheiros aprovaram a metodologia de apuração de votos na Assembleia de Patrocinadoras e Instituidoras (a Assembleia indica 4 membros titulares e seus respectivos suplentes ao Conselho Deliberativo e 2 para o Conselho Fiscal).

Outro tema deliberado foi o reajuste da taxa de juros de empréstimo da modalidade pré-fixada. A taxa, considerando o seguro, saiu de 1,08% para 1,23% a.m. O reajuste teve como propósito rentabilizar adequadamente o saldo de reserva dos participantes, já que as taxas de juros dos empréstimos balizam o retorno da carteira de investimentos do Instituto. Mesmo com o reajuste, o Sebrae Previdência segue oferecendo a menor taxa de juros dentre as 20 maiores instituições financeiras.

A avaliação de Riscos e Controles Internos do 2º semestre de 2021 foi apresentada pelo analista do Instituto, Pedro Tonetto. De acordo com o relatório divulgado, o Sebrae Previdência possui processos mapeados e em compliance com a legislação vigente, e as rotinas operacionais estão em constante acompanhamento com pontos de controle bem definidos.

O patrimônio do Plano SEBRAEPREV apresentou crescimento de R$ 65 milhões, considerando o intervalo de janeiro a maio de 2022. No mesmo período, o patrimônio do Plano Valor Previdência ultrapassou a marca de R$ 30 milhões. Os resultados dos investimentos foram bastante positivos, são resultados (Fluxo dos investimentos) recordes no período semestral. Os juros mais altos, e a postura mais conservadora da gestão do Sebrae Previdência influenciaram para os bons resultados.

De acordo com o balanço da campanha de Alteração de Percentual de Contribuição e Perfil de Investimentos, 115 participantes alteraram o perfil. O Moderado representa a escolha de 83% dos participantes, o Conservador tem 15% e o Arrojado 2%. Já a média de percentual de contribuição básica é de 6%, sendo que do total de participantes do Plano Sebraeprev, 78% contribuem com o máximo de 7%.

Em relação à segurança cibernética do Sebrae Previdência, o analista de TI, Rafael Bastos, detalhou o trabalho executado nos últimos dias sobre as tentativas de ataques ao Instituto. De acordo com o analista, a Entidade trabalha com consultoria especializada que tem equipes multidisciplinares de engenharia de rede, segurança da informação e pesquisa, com monitoramento de 24h por dia, sete dias por semana. O Sebrae Previdência tem adotado sistemas e medidas técnicas baseadas nas melhores práticas de mercado, o que possibilitou que não ocorresse nenhum comprometimento e vazamento de dados dos Participantes, Patrocinadores e Instituidores.

Fonte: Sebrae Previdência, em 01.07.2022.